Search
  • Serviço de Neurocirurgia

Neuralgia do Pudendo: Logo comigo?

A neuralgia do nervo pudendo acomete muitas pessoas em nosso meio. Geralmente se associa com atividades que causam impacto na região do períneo como: andar de bicicleta com o banco desregulado, perda de peso rápido (com consequente perda de musculatura glútea e gordura desta região), andar a cavalo etc. Muitas vezes ocorre por hábito de vida de trabalho (ficar horas sentado na mesma posição). Outra causa comum de lesão do nervo pudendo é o parto vaginal. Além disso, pacientes com constipação intestinal crônica, durante o esforço evacuatório, podem gerar lesão do nervo pudendo por estiramento.


O QUE É O NERVO PUDENDO?


O nervo pudendo é um nervo sensitivo e motor, sendo o principal nervo do períneo (região entre a bolsa escrotal e o anus em homens e entre a vagina e o anus em mulheres). Ele conduz os estímulos sensitivos da região da genitália externa (penis e vulva) em homens e mulheres e também é responsável por inervar os músculos do períneo, como o músculo esfíncter externo da uretra e o esfíncter do ânus.


Aqui vemos o nervo pudendo em seu trajeto
O nervo pudendo

O QUE É A NEUROPATIA DO PUDENDO?


O nervo pudendo pode ser lesado de várias maneiras (trauma, parto, constipação, etc). Porém, como ele passa em seu trajeto pelo canal de Alcock, neste ponto ele é particularmente vulnerável. Desta forma, muitas vezes, o nervo pudendo é aprisionado neste canal, sem uma causa muito clara na história .


COMO FAZER O DIAGNÓSTICO?


Na prática, a história clínica de quem tem neuropatia do pudendo é a seguinte: Dor no períneo e polaciúria (urina varias vezes ao dia). Esta dor no períneo é unilateral, e engloba uma metade do períneo e também a genitália externa. Existem testes específicos, como o exame de eletroneuromiografia perineal, porém é muito difícil de encontrar este exame em território brasileiro.

Muitas vezes, na neuralgia do pudendo, ocorre dor importante no território do nervo pudendo durante relação sexual, muitas vezes impossibilitando o paciente de realizar.


QUAIS SÃO AS OPÇÕES DE TRATAMENTO?


Esta doença não é de fácil tratamento, e este tratamento deve ser multidisciplinar. As principais medidas são:


- Afastar o paciente das atividades que desencadearam a dor (ciclismo, andar de cavalo, ganho de massa muscular etc).

- A fisioterapia perineal realizada com profissional que conheça a neuropatia do pudendo é de grande valor.

- Analgésicos de uma forma geral e relaxantes musculares podem ajudar.

- Bloqueios com agulha fina, guiados por ultrasonografia ou radioscopia podem ajudar no diagnóstico e no tratamento.


Nos casos mais graves, pode-se realizar a chamada "radiofrequencia pulsada" do nervo pudendo, procedimento que alívia a dor em alguns pacientes. Como última opção, nos casos refratários, pode-se tentar utilizar a estimulação medular (ao nível do cone medular), a estimulação de nervos periféricos e mesmo a descompressão cirúrgica do nervo pudendo no canal de Alcock.


Veja na foto abaixo, exemplo de paciente com neuralgia do pudendo que nós tratamos recentemente.


Nesta foto de radioscopia, vemos um bloqueio de nervo pudendo bilateral
Bloqueio anestésico do nervo pudendo bilateral

Se você ou algum conhecido apresenta esta grave condições, por favor, contacte-nos. Podermos ajudar. www.drthiagorodrigues.com


6 views0 comments