Espasticidade

O que é espasticidade?

Espasticidade é o aumento exagerado do tônus muscular causado por alguma lesão neurológica central (cérebro ou medula). Aquela postura (figura) das braços e pernas que ocorre após um AVC (derrame) ou aquela postura das pernas que ocorrem em crianças com paralisia cerebral são exemplos de espasticidade.

A espasticidade é sempre ruim?

Não. Muitas vezes a espasticidade ajuda o paciente a manter a função do membro afetado. Porém, em alguns casos, a espasticidade é ruim. Espasticidade pode gerar dor importante. Além disso, pode atrapalhar cuidados de vida diários em algumas situações. 

Por que tratar a espasticidade?

Para melhorar a qualidade de vida. Temos casos de pacientes com paralisia cerebral que tem tanta espasticidade nas pernas que trocar a fralda se torna impossível. A espasticidade ao longo do tempo gera deformidades importantes nos membros, com retrações fixas e destruição das articulações. 

Quais os tratamentos para a espasticidade?

Existem diversos tratamentos, desde aplicação de toxina botulinica nos músculos acometidos até cirurgias. Destacamos a Rizotomia Dorsal Superseletiva, procedimento no qual ocorre melhora da espasticidade de forma duradoura. Existe também a possibilidade do uso de infusão contínua de baclofeno no líquor (Bomba de baclofeno).