Síndrome dolorosa miofascial

   A síndrome dolorosa miofascial é uma desordem muscular não inflamatória, caracterizada por pontos gatilhos musculares numa banda tensa muscular associada com dor referida geralmente não adjacente. A presença destes pontos gatilhos são o achado característico desta condição. 

     A síndrome dolorosa miofascial, ou simplesmente dor miofascial, é uma condição muito comum, ocorrendo secundariamente a algum fator predisponente. Estes fatores costumam ser traumas, sobrecargas musculares, fatores psicológicos e mesmos afecções locais gerando dor miofascial associada. Ou seja, de uma forma geral, em nosso entendimento, a dor miofascial é sempre secundária a algum fator e muitas vezes o tratamento isolado do fator predisponente ou da síndrome miofascial não basta para a completa resolução do quadro. 

Não entendi. Existe alguma maneira mais simples de explicar isto?

     Vou citar dois exemplos bastante comuns na prática clínica diária.

  •  Uma pessoa que dorme com um travesseiro inadequado, gerando tensão constante durante a noite toda na musculatura e ligamentos do pescoço, costuma acordar com o pescoço dolorido. Esta dor pode se perpetuar pelo dia inteiro e com o repetição desta atitude durante o decorrer dos dias, a musculatura cervical passa a apresentar os chamados ponto gatilhos da dor miofascial. Trata-se de um exemplo clássico de dor miofascial secundária a sobrecarga postura.

  • A pessoa que ao abaixar-se de maneira inadequada para pegar algum objeto pesado no chão sente uma "fisgada"nas costas. Esta sensação inicial de fisgada é seguida por um quadro de "travamento"muscular na região lombar, ou seja, uma resposta de toda a musculatura paravertebral lombar com o objetivo de minimizar a mobilização da coluna lombar. Neste caso, temos provavelmente uma lesão ligamentar e/ou tendínea e/ou capsular na região da coluna lombar e um quadro de dor miofascial na musculatura paravertebral secundário.

Certo. E existe alguma maneira de tratar a síndrome dolorosa miofascial?

     Sim. O tratamento da dor miofascial geralmente é bem específico, ou seja, diferente do tratamento de outros tipos de dores. Por isso, a dor miofascial deve ser reconhecida e tratada em conjunto com o fator predisponente. No primeiro exemplo, o tratamento do fator predisponente é feito com a mudança e adequação do travesseiro associado ao tratamento da dor miofascial, com a liberação dos pontos gatilhos. 

O que é a "liberação de pontos gatilhos"?

     A liberação dos pontos gatilhos é um tratamento implementado para a melhora da dor miofascial. Esta liberação pode ser realizada através de várias técnicas, entre as quais citamos as técnicas de agulhamento muscular e liberação de pontos gatilhos por ondas de choque.

Consultório Vila Clementino - Rua Botucatu 591, Sala 42 | CEP 04023-060

Consultório Tatuapé - Rua Catiguá 159, Sala 1018 | CEP 03065-030

Dr Thiago Rodrigues | CRM 140571 | RQE 59016

Neurocirurgia e Clínica de Dor

Screen Shot 2021-02-04 at 15.47.40.png
011 975725770  (mensagens Whatsapp)
011 41117587 (tel fixo do consultório)
Screen Shot 2021-02-04 at 15.47.40.png