Bloqueios na Coluna (Infiltrações) para Dor Lombar

O que são os chamados "Bloqueios na Coluna"ou "Infiltrações na Coluna"?

       Infiltrações ou Bloqueios na coluna são procedimentos, minimamente invasivos, utilizados para aliviar a dor em pacientes com Dor lombar (pode ser dor lombar axial ou mesmo a dor ciática). Há muito tempo, estes procedimentos são realizados, desde a Grécia Antiga. 

Quais são os tipos de "Bloqueios na Coluna"ou "Infiltrações na Coluna"?

Dentro destes termos existem um grande número de procedimentos:

Agulhamento Miofascial: Envolve a identificação, através da palpação manual, de nódulos miofascial na musculatura para vertebral. Estes nódulos podem desencadear dor de forma espontânea (nódulos ativos) ou apenas quando pressionados (nódulos latentes). Para desfazer estes nódulos, usamos uma agulha fina (que pode inclusive ser de acupuntura). Neste procedimento, não é necessário utilizar métodos de imagens, embora o uso da ultrasonografia facilita o processo. A ocorrência de dor lombar associada a nódulos miofascial é muito comum, e se associa a alterações posturais, uso de colchões inadequados para dormir, fraqueza e hipotrofia da musculatura paravertebral, entre outros. Estes nódulos podem ser secundários também a quadros patológicos mais sérios, como hérnias discais, artrose das facetas e outras doenças da coluna vertebral. 

Bloqueio Peridural Transforaminal : Neste tipo de bloqueio da coluna, ou infiltração da coluna, o médico realiza a introdução de uma agulha (cânula) em um foramen (buraco) intervertebral. Através deste posicionamento, consegue-se que o fármaco utilizado se espalhe no nervo que está saindo por aquele forame e também consegue-se atingir outros nervos adjacentes através do espaço peridural. Este procedimento deve ser realizado no Centro Cirúrgico, pois necessitamos de exames de imagens auxiliares (radioscopia ou ultrasonografia) para conseguirmos um correto posicionamento da agulha com a máxima segurança ao paciente. O caso típico para a utilização deste bloqueio é em pacientes com hérnia discal e ciatalgia. (Veja o Vídeo 1 abaixo).

- Bloqueio Peridural Caudal: Neste tipo de bloqueio da coluna, ou infiltração da coluna, o acesso ao espaço peridural é feito através de uma estrutura denominada "Hiato Sacral", e através dela, conseguimos espalhar a medicação através de diversas raízes neurais. O caso típico de uso deste procedimento é o paciente com estenose lombar e comprometimento de diversas raízes, sem condições clínicas de realizar procedimentos cirúrgicos mais invasivos da coluna (devido a idade ou às comorbidades). (Veja o Vídeo 2 abaixo).

- Bloqueio Facetário: As facetas articulares são articulações que existem entre uma vértebra e outra. Estas articulações podem sofrer desgaste ao longo do tempo por diversos motivos. Quando ocorre a "artrose" destas articulações, os pacientes começa a queixar-se de dor lombar intensa, que geralmente é pior pela manhã, logo após acordar. Neste cenário, o bloqueio facetário é uma ferramenta poderosa, pois além de aliviar a dor por período prolongado, permite ao médico identificar com precisão o local da dor. Este procedimento também deve ser realizado no centro cirúrgico, com utilização de métodos de imagens adequados.

- Bloqueio das Articulações Sacroilíacas: Neste bloqueio, o alvo da agulha são as articulações sacroilíacas, que conectam o final da coluna na bacia. A dor nesta articulação é particularmente comum em pacientes que foram submetidos a artrodese lombar que envolva S1.

O que esperar após um bloqueio ou infiltração na coluna?

Após os bloqueios ou infiltrações na coluna, geralmente ocorre melhora importante do quadro doloroso. Esta melhora costuma durar por até 3 meses. Estes bloqueios podem ser utilizados com finalidade diagnósticas (o chamado bloqueio teste) ou com finalidade terapêutica (podemos repetir estes bloqueios por quantas vezes forem necessário).

Video 1. Bloqueio Peridural Tranforaminal.

Note que o meio de contraste se espalha para além da raíz correspondente ao forame alvo.

Video 2. Bloqueio Peridural Caudal.

Observe com ocorre o espalhamento do meio de contraste até as raízes lombares alta. Desta forma, o bloqueio peridural caudal é indicado em patologias com acometimento de toda a coluna lombar baixa.

Bloqueio Peridural Caudal

Figura 1. Bloqueio Peridural Caudal.

Observe na radioscopia, na posição AP, como o meio de constraste ascende através do Hiato Sacral. 

Qual a diferença entre Bloqueios ou Infiltrações na Coluna e as Rizotomias na Coluna?

Utilizamos o termo Rizotomia, para descrever uma lesão da raíz neural. Apesar disso, na prática clínica, o termo rizotomia na coluna geralmente é utilizado para descrever a denervação percutânea das facetas articulares (através de uma cânula de radiofrequência, o médico realiza lesões nos nervos responsáveis pela sensibilidade dolorosa das facetas articulares). Na chamada "Rizotomia na coluna" , a lesão da inervação sensitiva das facetas articulares gera uma resposta mais duradoura, em termos de controle da dor. 

Quais as alternativas em relação ao tratamento da dor lombar?

Para mantermos ou restaurarmos a saúde de nossa coluna, a principal medida é o controle do peso associado a manutenção de massa muscular adequada na coluna. Para tanto, alimentação saudável associado a prática regulares de atividades físicas é mandatória. Pacientes que apresentam sobrepeso ou obesidade e são sedentários, apresentam risco elevado para desenvolvimento de dores lombares. No caso de pacientes que já apresentam o quadro de dor lombar, o passo mais importante no tratamento é a adequação da dieta e, sob orientação de profissional competente, início de atividades físicas.